Elinho lamenta reprovação de Requerimento que solicitava informações do Serviço Funerário em Itaquaquecetuba

Créditos: Noel Smith

Por 13 votos contrários, 05 votos a favor e 01 abstenção Requerimento que solicitava informações sobre o Serviço Funerário Municipal foi reprovado

Na noite desta terça-feira (21/03) foi colocado em votação o Requerimento de autoria do vereador Elio de Araujo, o Elinho (PTdoB) que solicitava informações sobre o Serviço Funerário Municipal em Itaquaquecetuba com o objetivo de colher informações para uma eventual investigação sobre o assunto na cidade. Dos 19 vereadores presentes, 05 votaram a favor do Requerimento (todos que já haviam assinado o documento), 13 vereadores foram contrários e 01 vereador se absteve.

Em Plenário antes da votação, o vereador Elinho discursou para sensibilizar os vereadores “Muitos comentaram durante a semana que apresentar este requerimento foi um ato de coragem. Eu discordo, este requerimento é um ato de justiça, de necessidade. Este Requerimento é uma das prerrogativas do vereador que é zelar pela fiscalização e pelo bem público. Fui funcionário público por 27 anos e acompanhei diversos problemas do Serviço Funerário Municipal, hoje como vereador me sinto na obrigação de apresentar este documento. Enfatizou Elinho.

Com o Plenário da casa lotado o vereador finalizou seu discurso citando dois casos de desrespeito do Serviço Funerário: “Todos devem ter conhecido a Liderança Comunitária ‘A Pelé’, após apresentar este requerimento fui procurando por parentes dela para denunciar que foram mal tratados pela atual empresa que presta esse serviço. Quero relatar que eu passei pelo mesmo e centenas de pessoas passam por isso diariamente na cidade. Pensem nas pessoas senhores vereadores”

Após a votação, Elinho comentou que foi apenas um passo: “Mesmo o Requerimento sendo reprovado, vou encaminha-lo ao Ministério Público para que providências sejam tomadas.”

Veja também!

Elinho solicita informações referentes ao Serviço Funerário Municipal de Itaquaquecetuba


Comentários no Facebook