Itaquá Garden Shopping recebe feira de adoção de animais neste sábado (13/05)

Foto: Cape Press Comunicação

Neste sábado, ONG de Itaquaquecetuba realiza “Feirinha de Adoção” no Portão 1 do empreendimento, das 10 às 16 horas

O Itaquá Garden Shopping recebe neste sábado (13 de maio) a “2ª Feirinha de Adoção” da Organização Não Governamental (ONG) Gaari – Grupo de Apoio aos Animais de Rua de Itaquá. A ação acontecerá no Portão 1, das 10 às 16 horas, e será aberta ao púbico em geral. É uma ótima oportunidade para adotar um novo amigo de quatro patas e conhecer o trabalho da ONG. Segundo a vice-presidente do Gaari, Lessandra Gonçalves, a parceria com o maior e mais completo centro de compras do Alto Tietê vai impulsionar o número de adoções na cidade.

“Estamos confiantes de que a parceria com o Itaquá Garden Shopping será um sucesso. A expectativa é de que o fluxo de visitantes aumente e, com isso, as adoções também. Esperamos surpreender o público do shopping com o nosso trabalho social para que as pessoas conheçam mais sobre a ONG”, conta.

Fundado pelo veterinário Edson Rodrigues, o Gaari foi criado com o intuito de estimular o respeito aos animais, fiscalizar o cumprimento da legislação e também promover campanhas de adoção. São cerca de 30 colaboradores que compõem a equipe, formada por protetores, veterinários e pessoas ligadas ao bem estar animal. Para os interessados em adotar um bichinho, Lessandra explica quais os requisitos e as etapas do processo de adoção.

“Realizamos uma entrevista com o adotante para saber se o mesmo possui consciência para adotar um animal com responsabilidade de manter as vacinas em dia e uma alimentação adequada. Além disso, conferimos se o adotante possui espaço para acomodar o animal e se não está adotando simplesmente por impulso. Fazemos um cadastro e realizamos um acompanhamento com visitas após a adoção”, explica a vice-presidente.

No último sábado (6 de maio), a ONG realizou a primeira edição da feirinha no Itaquá Garden Shopping. Foram adotados cinco animais, inclusive um com idade mais avançada. “É importante conseguirmos doar um animal adulto, pois muitas pessoas só procuram por filhotes. Esperamos que esse número de adoções siga aumentando”, completa.


Comentários no Facebook