ITAQUÁ: Sem professores, até diretora tem que dar aulas em escola municipal

Janelas remendadas com papelão, lousas danificadas e infiltrações nas paredes também são problemas na unidade do bairro Jardim Napoli I. Prefeitura promete mais funcionários e reparos. FOTO: Street View
Por Renan Xavier publicado originalmente no Jornal Gazeta Regional
 
Ao menos 60 estudantes de uma escola da rede municipal de ensino de Itaquaquecetuba, com idades entre 6 e 10 anos, estão sem professor há dois meses, relatam pais. Com a falta de docentes, até a diretora, vice e coordenadoras passaram a alternar nas salas para evitar que os alunos fiquem sem aula. A situação atípica ocorre na escola municipal José Piacentine, no Jardim Napoli I.
 
De acordo com a direção da unidade, a falta de professores titulares é reflexo da suspensão do concurso público realizado em abril deste ano para o preenchimento de 193 vagas na área da Educação. Em agosto, a Justiça de Itaquaquecetuba acatou pedido do MP (Ministério Público) para suspender o processo seletivo – os motivos não foram explicados.
 
Em nota, o governo do prefeito Mamoru Nakashima (PSDB) reconheceu o problema. “Sobre a falta de profissionais, estes serão contratados através do concurso público que será realizado no final do mês de outubro”, disse a nota.
 
Contrariando a resposta oficial, a previsão do novo edital para aplicação das provas é de novembro e dezembro e a homologação do processo ficará apenas para fevereiro do ano que vem, quando as contratações poderão ser efetivadas. Não há, portanto, possibilidade de as vagas serem ocupadas ainda neste ano.
 
PRECÁRIO – Não apenas a falta de professores tem incomodado os pais, mas também as condições físicas do prédio escolar. Fotos encaminhadas à reportagem por uma mãe mostram infiltrações, avarias em lousas e no piso, além de janelas que estão com vidros quebrados e receberam remendos com papelão.
 
Resposta dos ENVOLVIDOS – Em nota, a gestão do prefeito Mamoru Nakashima (PSDB) atribuiu as avarias nas janelas a atos de vandalismo e disse que estão sendo feitas grades para proteger os novos vidros que serão instalados. A reforma deve ocorrer no mês de novembro.
 
Mencionado por pais de alunos, o vereador David Neto (PPS) afirmou que pretende visitar a escola José Piacentine ainda amanhã (11). O também vereador Carlos Alberto Santiago (PSD) disse que está à disposição das famílias e se dispôs a vistoriar a unidade escolar, caso seja o desejo dos pais.

Comentários no Facebook