MP recebe denúncia de nepotismo na Prefeitura de Mogi

Por Lailson Nascimento do Jornal Gazeta Regional
 
O jornalista e ativista político Mário Berti propôs representação ao Ministério Público (MP) contra o prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo (PSDB). Entendendo que a nomeação de José Luiz Freire de Almeida como chefe de gabinete é ilegal, por conta da ligação familiar entre ambos, Berti solicitou apuração do aparente caso de nepotismo.
Amparado na Súmula Vinculante 13 do Supremo Tribunal Federal (STF), o denunciante chama a atenção para o fato de que José Luiz Freire seria irmão da mãe do prefeito.
 
“Como o prefeito irá cobrar e até mesmo punir se preciso for seu próprio tio, ocupante do cargo de secretário de gabinete? Neste caso apresentado, onde um tio assessora diretamente seu sobrinho, a hierarquia administrativa acaba por ser viciada e o interesse público cede diante do interesse familiar, comprometendo a excelência na prestação do serviço público”, acrescenta Berti.
 
Histórico
Zé Luiz Freire é velho conhecido da população mogiana. De 2009 a 2012 foi secretário municipal de Cultura e de 2012 a 2016 foi Ouvidor Geral de Mogi das Cruzes. Desde janeiro de 2017 é secretário municipal de Gabinete.

Comentários no Facebook