Projeto de Rolgaciano reivindica farmácia 24 horas no Centro de Saúde e na UPA em Itaquaquecetuba

Foto: Gisele Santos
O documento prevê ainda a instalação do equipamento para distribuição de medicamentos em unidades a serem disponibilizadas futuramente à população e que ofereçam serviço ininterrupto
 
Com o objetivo de facilitar o acesso dos pacientes aos medicamentos gratuitos e oferecer condições para início imediato ao tratamento médico quando o atendimento for realizado após o horário comercial, finais de semana e feriados, o vereador e presidente do PTN- Podemos, Rolgaciano Fernandes apresentou um projeto de lei que autoriza a implantação de farmácia 24 horas no Centro de Saúde (CS 24 horas), Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O documento foi lido na sessão da última terça-feira (07 de março) e deve ser votado em breve.
 
O documento prevê ainda a instalação do equipamento para distribuição de medicamentos em unidades a serem disponibilizadas futuramente à população e que ofereçam serviço ininterrupto.
 
“Os pacientes atendidos no CS 24 horas e UPA após as 18 horas tem de esperar até o dia seguinte para receber o remédio e na sexta-feira à tarde, tem de esperar até segunda-feira para iniciar o tratamento. Muitos pacientes não têm condições de comprar o remédio e muitas vezes o estado de saúde piora”.
 
Outra situação ponderada pelo parlamentar é que a maioria dos pacientes que procuram CS 24 horas e UPA, são pessoas que não possuem muitos recursos financeiros, e que, depois do atendimento médico se dirigem aos nossos ambulatórios municipais, para conseguirem os medicamentos prescritos, pois sua maioria não possui condições financeiras para comprá-los.
 
“Quando isto acontece no período compreendido entre 08h horas e 18h horas não há problemas, pois as farmácias estão de plantão nestes horários de segunda-feira a sexta-feira, mas quando isto ocorre após as 18h horas em qualquer dia da semana ou nos sábados, domingos e feriados, essas pessoas ficam desamparadas, sem conseguir os remédios para início dos respectivos tratamentos”.

Comentários no Facebook