Situação da população de rua é debatida em Ferraz

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, por meio da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social, realizou o “1º Seminário sobre Pessoas em Situação de Rua”. O encontro aconteceu na sexta-feira (11 de setembro), entre 13 e 17 horas, no Anfiteatro da Prefeitura, que fica na Rua Pedro Foschini, 200 – Romanópolis.

Sob o tema “O olhar diferenciado para quem vive em situação de rua na garantia dos direitos”, o encontro, trouxe experiências relatadas pela coordenadora do Consultório na Rua, Marta Regina Marques, que também coordena atividades do Pacto pela Cura, pelo Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto.

Acompanhada pelo assistente social Marivaldo da Silva Santos e pelos agentes sociais Samira Alves Matos e Clóvis Martins, que também fizeram exposições sobre o tema, Marta contou como o programa nasceu e qual o contexto histórico das pessoas em situação de rua, citando a chacina dos sete moradores de Rua na Praça da Sé que aconteceu em 2004 e o “Dia dos Excluídos”, que acontece todos os anos, no dia 7 de setembro, onde a população de rua reivindica seus direitos, como saúde, educação e trabalho.

Ao abrir o evento, a secretária de Promoção e Desenvolvimento Social, Francisca Henrique de Oliveira, a Fran, disse que o encontro foi fundamental para que todos pudessem aprender a servir e a ouvir as pessoas que vivem nas ruas. “Precisamos refletir, ouvir, aprender e trocar informações sobre o tema, que é muito importante, difícil, mas necessário para todas as pessoas que trabalham com gente no dia a dia, como nós”, disse a secretária, que completou: “Pensar em políticas públicas é mais que nosso trabalho ou dever; é nossa missão como seres humanos”.

Para falar sobre o atendimento existente em Ferraz de Vasconcelos, que tem 50 pessoas em situação de rua, Andréia Teobaldo, gestora geral da Casa de Passagem Betel, fez a apresentação da entidade explicando sobre seu funcionamento. Já, a assistente social Sílvia Regina de Melo, coordenadora técnica da Casa, fez um resgate histórico e apresentou diagnóstico técnico e informações sobre o perfil da população atendida.

No final da apresentação, houve depoimentos emocionados dos usuários do Betel, bem como do presidente da entidade executora da Casa de Passagem Betel, Davi Greco, que fez menção à atual gestão, sobre o aumentou dos recursos sociais repassados por ela à entidade. Estes recursos estavam congelados acerca de 12 anos, propiciando um trabalho de melhor qualidade às pessoas em situação de rua, de acordo com o Pastor Davi.

O prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filló também participou do evento, elogiando a Secretaria e a todos que realizaram o simpósio. Para Filló, o encontro foi muito importante pelo aprendizado com especialistas, tanto do poder público quanto da sociedade civil, além de ser oportunidade para ouvir os próprios usuários dos serviços e para que a administração estabeleça políticas públicas mais eficientes. “Não há nada mais importante do que uma administração que cuida das pessoa”, conclui o prefeito. (Secom Ferraz de Vasconcelos)


Comentários no Facebook