Vila Santista deixa rivalidade de lado e abre as portas para União Mogi

Foto: Cape Press Comunicação

Alviverde do bairro da Ponte Grande cede o campo para os treinos da equipe sub-20 do coirmão alvirrubro

Da Agência cape Press Comunicação

União Mogi das Cruzes Futebol Clube e Clube Vila Santista já protagonizaram uma das maiores rivalidades de Mogi das Cruzes e também do Estado de São Paulo. Em meados dos anos 60, o clássico entre alvirrubros e alviverdes movimentava a cidade e enchia os olhos dos apaixonados pelo futebol. Hoje, 50 anos depois, as duas equipes se aproximam em prol do futebol mogiano. A agremiação do bairro da Ponte Grande abre as suas portas para receber os treinos da equipe sub-20 da Serpente do Tietê, que reativou o seu Departamento de Futebol após um ano afastado das competições oficiais promovidas pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

O campo do Vila Santista é mais uma opção de treino para o alvirrubro, que conta ainda com os campos disponibilizados pela Prefeitura de Mogi das Cruzes (Centro Esportivo do Socorro e o Centro Esportivo de Brás Cubas).

O primeiro estágio da parceria entre União e Vila é apenas para os treinos da equipe sub-20, que pode disputar a Copa São Paulo de Futebol Junior 2016. A diretoria unionista e a Prefeitura Municipal devem se posicionar em breve para dar uma resposta ao convite da FPF.

“É uma grande colaboração entre as agremiações. De uma certa forma, somos coirmãos e nos ajudando podemos ser mais forte. Por hora, estamos abertos para o sub-20 por conta da disponibilidade de horários e esperamos poder ajudar de alguma forma. A rivalidade existiu dentro de campo, mas fora dele estamos juntos”, explicou Quinto Muffo, ex-presidente e atual tesoureiro do Clube Vila Santista.

O presidente do União Mogi, Senerito Souza, agradece o apoio e esbanja confiança com a parceria entre os clubes. “Essa parceria é uma das coisas mais maravilhosas do esporte da nossa cidade. A rivalidade das equipes foi superada. É importante os dois somarem forças e incentivar o crescimento do nosso futebol. Esperamos que tudo dê certo e que possamos prosseguir juntos, visando sempre o fortalecimento do futebol mogiano”.

Para quem vivenciou a rivalidade dentro das quatro linhas, o apoio do alviverde é importante para o bem do futebol. “Fiz minha base no Vila Santista e depois joguei pelo União. Quando havia o clássico, era o assunto da semana, era o jogo gostoso de jogar. Uma rivalidade saudável que fazia bem para o futebol mogiano naquela época. Espero que juntos, o futebol de Mogi das Cruzes volte a ganhar forças”, explicou José Alves, o Chibinha, ex-jogador que vestiu a camisa das duas agremiações nas décadas de 50 e 60. Hoje Chibinha tem 87 anos.

A equipe sub-20 do União Mogi das Cruzes já está em treinamento para a temporada 2016. O técnico Pedro Henrique Lamounier tem trabalhado com os atletas para alcançar o melhor condicionamento físico, tático e técnico. O objetivo é agendar amistosos e buscar o melhor entrosamento.


Comentários no Facebook